LAPEC
LAPEC
UNIMED

MPRJ promove reunião de trabalho sobre implementação de câmeras acopladas ao uniforme da polícia

Por Raphael Gonçalves Neto em 18/08/2021 às 22:47:14

O Ministério P├║blico do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da Coordenadoria-Geral de Seguran├ža P├║blica (COGESP/MPRJ), promoveu nesta segunda-feira (16/08) uma reuni├úo de trabalho com um dos idealizadores do sistema de c├ómeras acopladas ao uniforme (a c├ómera operacional port├ítil - COP ou bodycam) da Pol├şcia Militar de S├úo Paulo, coronel Robson Cabanas. O coronel detalhou a implanta├ž├úo da tecnologia e demonstrou as principais possibilidades, vantagens para o policial e para a sociedade, resultados obtidos pela PM-SP e de que forma o uso dessas c├ómeras pode auxiliar o trabalho das promotorias e da Justi├ža. O tema é especialmente oportuno porque o Estado do Rio também deve implementar esse tipo de equipamento nas for├žas de seguran├ža, uma vez que em junho deste ano foi publicada a Lei estadual 9298/21 que determina a instala├ž├úo de c├ómeras corporais nos agentes de seguran├ža p├║blica e defesa civil.

O coordenador da COGESP/MPRJ, Reinaldo Lomba, avalia que o uso de c├ómeras operacionais pode gerar uma mudan├ža muito positiva na seguran├ža p├║blica, com benef├şcio tanto aos policiais como para a popula├ž├úo. "O sistema de monitoramento por c├ómeras individuais é um instrumento de suma import├óncia para o aprimoramento da seguran├ža p├║blica. Como destacado pelo coronel Cabanas, dentre outras vantagens, é fundamental para a produ├ž├úo de provas de crimes diversos, para o controle de uso da for├ža e prote├ž├úo do policial", disse Lomba, que complementou: "No Estado do Rio de Janeiro, a Lei 9298/21 obriga o Poder Executivo a implementar o monitoramento por c├ómeras, determinado ainda um cronograma de a├ž├Áes voltado para seu cumprimento a ser apresentado até o dia 31 de dezembro de 2021. O MPRJ esta acompanhando tais medidas".


Comunicar erro
UNIMED
LAPEC

Comentários