LAPEC
LAPEC
UNIMED

MPRJ obtém condenação a 51 anos de prisão para integrante de torcida organizada do Fluminense que matou torcedor do Vasco

Por Raphael Gonçalves Neto em 30/09/2021 às 22:52:26
O Ministério P├║blico do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da 1┬¬ Promotoria de Justi├ža junto à 4┬¬ Vara Criminal de Nova Igua├žu, obteve no Tribunal do J├║ri a condena├ž├úo de Francisco Felipe do Nascimento Rocha, vulgo He-Man, por espancar até a morte o torcedor de um clube rival ao seu, em 2015. He-man é integrante de uma torcida organizada do Fluminense e foi sentenciado a 51 anos de pris├úo por matar a pauladas Felipe Souza Moreira, de 24 anos, torcedor do Vasco, na esta├ž├úo de trem de Mesquita, horas antes do jogo entre os dois times. Outros dois torcedores do Vasco ficaram feridos na ocasi├úo.
O Tribunal do J├║ri condenou He-man por homic├şdio duplamente qualificado e tentativa de homic├şdio qualificada. Durante o J├║ri, a promotoria narrou a din├ómica dos acontecimentos naquela tarde, relatando que as v├ştimas aguardavam o trem para ir ao jogo quando foram surpreendidas e encurraladas por diversos torcedores de uma torcida organizada do Fluminense.
Ainda segundo demonstraram o MPRJ e as testemunhas presentes, He-man exercia lideran├ža nessa torcida e estava armado com um peda├žo de pau, desferindo diversos golpes contra as v├ştimas. O promotor de Justi├ža Sandro Fernandes Machado, respons├ível pela acusa├ž├úo no Juri, ressalta que a dura condena├ž├úo obtida deve servir de exemplo para banir a viol├¬ncia praticada por grupos de marginais que acaba afastando dos est├ídios os verdadeiros torcedores.
Na senten├ža, o Ju├şzo da 4┬¬ Vara Criminal de Nova Igua├žu sublinhou que os depoimentos e outras provas indicam "ser o acusado pessoa violenta, perversa, de maldade excessiva, desprovido de qualquer respeito pelo próximo ou piedade, avizinhando-se a um selvagem".
Por MPRJ

Comunicar erro
UNIMED
LAPEC

Comentários